sábado, 26 de fevereiro de 2011

Feios, porcos e maus… à Portuguesa!

Na Baixa da Banheira, ali para a margem sul do Tejo, há uma vivenda Esmeralda, onde vive uma mulher cujo nome permitiu baptizar a vivenda, casada com um despedido da Lisnave que passa os dias de pijama a ver qual a melhor forma de roubar a Sport TV à parabólica do vizinho, que tem uma sogra viciada em drogas e que as cultiva no quintal, um filho homossexual mas que engravida uma Brasileira, um outro filho alérgico a banhos e também viciado em drogas, e uma filha à beira dos 18 anos, cuja maior ambição profissional é poder despir-se para uma web cam, revelando os seios aos velhos americanos que lhe alimentam a conta bancária com os irresistíveis dólares.
Poderia ser real, mas não é.
É uma peça de teatro chamada “Mais respeito que sou tua mãe”, com um grupo de excelentes actores, entre os quais Joaquim Monchique numa interpretação excepcional da doméstica Esmeralda, a trave mestra desta família disfuncional mas nada irreal nos dias que correm.
A ida à Casa do Artista garante duas horas de gargalhadas intensas porque nas frases, nos gestos, nos tiques, na forma de vestir, permanentemente identificamos o nosso mundo.
E este nosso mundo…só dá mesmo para rir.

Sem comentários:

Enviar um comentário