terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Um dia raro

Amanhã será 29 de Fevereiro, o dia mais raro porque só de quatro em quatro anos marca presença no nosso calendário.
No meio deste ambiente acinzentado pela crise, o Pomar lança um repto, entendendo que deveremos utilizar este dia “extra”, super oferta dos anos bissextos, como tempo dedicado ao prazer, numa atitude positiva, profiláctica ou terapêutica no que às possíveis depressões diga respeito.
Saboreemos o gosto, por exemplo, da concretização do que andamos a adiar há algum tempo ou então da adrenalina de fazer algo “fora da caixa”.
Não resisto a dar algumas sugestões:
- Fazer uma declaração de amor;
- Dar o beijo mais romântico e picante do universo;
- Comer uma Bola de Berlim com creme sem pensar na dieta;
- Beber um copo de vinho ao pôr-do-sol;
- Usar aquela roupa ousada que tenho medo seja alvo de crítica;
- Ir ao cinema ver um dos filmes premiados dos Oscares;
- Publicar um post contra o Cavaco, o Passos Coelho ou a Troika;
- Ir a uma sex shop e comprar umas cuecas comestíveis;
- Fazer boicote (pelo menos de um dia) às lojas dos chineses;
- Comer ovos mexidos com farinheira;
- Ir a um SPA e beneficiar de uma massagem;
- Fazer boicote às notícias e aos programas de debates com figuras públicas;
- Usar uma T-Shirt com a estampagem “Tony Carreira vai cantar para a Tailândia e fica por lá”;
- Buzinar intensamente ao passar por debaixo da marquise da Maria Cavaco Silva;
- Fazer vudu com uma foto da D. Dolores Aveiro ou da Luciana Abreu;
- Comer uma caixa de chocolates ou de Marron Glacé;
- Fazer um corte de cabelo radical;
- Não pagar nem uma conta no multibanco;
- Beber um café acompanhado por dois pastéis de nata porque um sabe a pouco;
- Elogiar a quem nunca tivemos coragem de o fazer.
Adiram a esta campanha e partilhem por aqui as fotos, os vídeos ou as palavras que melhor exprimam a forma como concretizaram este desafio.
Como no tempo extra de um jogo de futebol, aceleremos a fundo para ganhar e sentir o prazer das goleadas e dos vencedores.

2 comentários:

  1. Ou como diz a canção, "vamos fazer o que ainda não foi feito"

    ResponderEliminar
  2. Gostei do comemtários dos dias raros!
    Mas qualquer tipo de quilibrio , combinação de pessimismo irõnico e imgenuidade radicale cetocismo absoluto e improvisação ,enfatiza o ilógico e o absurdo e não deixa que cada um devia ter sempte na sua vida muitos dia raros
    parabens que a tua vida tenha muitos dia raros....
    Menino do Panasco

    ResponderEliminar