domingo, 21 de outubro de 2012

Tarde de Outono


Não fora conhecer de cor todos os contornos da vista da minha janela preferida aqui de casa, e diria que lá ao longe, a curva da Mata dos Medos e da Caparica, que me revela todos os dias o esplendor do Cabo Espichel, jamais existira.
Não há Tejo ou Atlântico no meu horizonte, só o nevoeiro, que há séculos sabemos jamais nos trará de volta “Dons Sebastiões”, mas que nos oferece esta estranha sensação de “paraíso” no outro lado do mundo, da Nicole Kidman como Grace no fantástico “Os Outros”, de Alejandro Amenábar.
Faço um café. Mas de saco, que os dias assim pedem mais do que um sorvo potente de uma Bica ou Cimbalino, pedem uma caneca cheia para prolongar ao limite o conforto do aroma e do sabor.
Passo pela televisão e não consigo que um canal sequer me prenda a atenção, de entre as dezenas disponibilizadas pela minha box Zon,
Desligo assumindo sem pudores que há definitivamente uma linha que me separa dos gostos televisivos da maioria dos meus compatriotas numa tarde de domingo, e por essa linha deixo-me ir até à aparelhagem, hesitando todavia na banda sonora a eleger para o momento.
Uma tarde assim está a pedir definitivamente, fado, e a Kátia Guerreiro há muito não sai da prateleira:
“Talvez tu não conheças mas existe
Um bosque de folhagem permanente
aonde não te encontro e fico triste
Mas só de te buscar fico contente”
Aninho-me no sofá, tapo-me com a minha manta vermelha de mangas, e não coloco reservas a que o pensamento voe pelas palavras dos poetas, desfrutando desse único massajar de alma que só nós lusitanos conseguimos capturar dos acordes da guitarra que fizemos nossa.
A lareira já está acesa e as castanhas assam no forno e não tardam a estalar-me quentes entre os dedos, quando o chá verde da Gorreana com aroma de jasmim vier dar continuidade à cafeína, nas minhas bebidas desta tarde.
Lá fora escurece e o nevoeiro está cada vez mais intenso. Por hoje, o sol desistiu.
Pouco ou nada me importa.
Há dias que são os melhores, apenas e só por nos devolverem a nós.

2 comentários:

  1. Magnifico... Gostei bastante :)

    ResponderEliminar
  2. Parabens esta lindo
    Todas as cores concordam no escuro.
    Rui Pereira

    ResponderEliminar