segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

As insuportáveis guerras do Soutien e das Truces

No sábado quando estava à mesa do jantar com duas amigas, uma delas conta uma façanha ao jeito de “MacGyver abre fechaduras do coração” e a outra desabafa:
- Isso é porque és mulher. Um homem não conseguia.
E por aí já iam tão lançadas que a determinada altura foi preciso interrompê-las e dizer:
- Meninas, eu não sabia que tinha vindo assistir a uma palestra do “Clube do Soutien”.
E lá se calaram.
Menos de 48 horas depois estou no Hospital de Santa Maria numa interminável fila para tirar uma senha para o café e não consigo evitar ouvir a conversa de duas senhoras atrás de mim:
- Ai filha lá me escapei agora 5 minutos da enfermaria… Aquele homem está insuportável.
- Oh filha são todos assim. Então quando estão doentes…
- É verdade. O que seria dos homens se não fossemos nós?
- Eu uma vez até disse à minha sogra: “morra descansada que eu tratarei bem da peste que você criou”.
Confesso que me fiquei por um olhar daqueles mortíferos que calam até os papagaios mais selvagens mas a minha vontade era gritar-lhes bem alto e aos ouvidos:
- É pssssté, acabou o Carnaval de Ovar.
E agora, eu que até estou nos antípodas da misoginia, que até sou um apreciador da auto-estima alheia e que não sou naturalmente machista sinto-me na obrigação de vir aqui apelar a que se dominem.
É que o feminismo é tão irritante e desprezível quanto o machismo.
Minhas amigas, é que o ovário pode estar em alta mas o testículo não morreu. Muito pelo contrário.
Lá por haver uma Merkel e um Pedro Passos Coelho, não generalizem por favor.
Nesta fase tão difícil para a humanidade, divisões sexistas, não obrigado.
Olha a malta agora entretida numa guerra de “Soutien e truces” e quando se desse conta nem subsidio de Natal nem de Férias…
E atentem que quando se sente muito esta necessidade do auto-elogio será porque há lá no fundo um “complexozinho” não muito bem resolvido. É que aquilo que é verdade não precisa de estar sempre a ser dito. Constata-se e já está.
Por isso, vamos unir-nos, pá…
Vocês são lindas, inteligentes e nós apreciamos imenso a vossa garra.
E quando pensarem que têm outros poderes extra e que com eles dominarão o mundo, pensem que esses super poderes só funcionam se os interlocutores forem sensíveis a eles.
E no meu caso não se safam mesmo.
You know what I mean.

Sem comentários:

Enviar um comentário