segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Quem nos fez assim sonhava a liberdade...


Avançaremos juntos pelas tardes longas de domingo: roupa colorida, os anos oitenta a espreitarem pelo cabelo, viola a tiracolo, o riso entrelaçado às palavras, as mãos rebeldes acariciando a giesta ou os medronhos maduros, a fé à solta e livre nos abraços.
Somos imortais cruzando as muralhas semeadas pelo tempo e tomando de cada pedra do caminho a esperança que soletra em prece… Ave Maria.
Senhora do sorriso, Mestra Mãe da ousadia das nossas madrugadas…
Em Vila Viçosa na hora em que o sol se prepara para fugir para lá do Jardim das Damas, a fachada de cal da igreja da Senhora da Conceição incendeia-se de luz, indiferente às sombras que as muralhas e as árvores tentam em vão impor-lhe ali bem dentro do Castelo.
Senhora do sol, Senhora de todas as nossas horas…
Quem nos fez assim sonhava a liberdade.
Somos imortais como a cal que se incendeia nas tardes do sul.

Sem comentários:

Enviar um comentário