terça-feira, 22 de abril de 2014

Estatísticas, leões e os verdadeiros campeões

O facto de ser Benfiquista encartado e com lugar na “Catedral” e ter um pai sócio do Sporting acrescenta ao meu curriculum quase 48 anos de convívio à mesa com o anti-Benfiquismo, ainda por cima com essa particularidade de uma desenvolvidíssima tolerância feita de tantos silêncios incómodos, pois uma coisa é o futebol e outra coisa é o respeito pelo meu progenitor, o que será sempre superior às militâncias clubistas.
Mas mesmo assim e com todo este treino, os últimos dias têm sido insuportáveis.
Por favor deixem-nos ser felizes que eu acho que até merecemos pelo que jogámos.
Já não aguento mais ouvir os Sportinguistas a falarem do leão do Marquês de Pombal.
Meus amigos, de uma vez por todas entendam que nós fomos celebrar para a rotunda tão-só porque nos identificamos com o Sebastião José de Carvalho e Melo, o homem que reconstruiu Lisboa por sobre os escombros do terramoto de 1755 e que, tal como nós em relação a vocês, está ali no alto do pedestal há décadas a conviver com um leão quedo e estático como um gatinho manso.
Já entenderam?
E a águia da rotunda da Boavista no Porto representa o Napoleão e nada tem a ver com o Benfica. Se generalizarmos os símbolos ainda chegamos à conclusão que o leão da Metro é o vosso leão e que vocês andam metidos em grandes comédias, para além de dramas, é claro.
Ou então que vocês são como os chocolates “Lion”, vendidos a preço acessível e comidos por toda a gente.
Gostam da analogia?
E de repente, eis que ocorre também a norte um fenómeno curioso e no Porto se dá uma epidemia de estatística.
Depois do ano 2000 o FCP ganhou…
Depois dos campeonatos com vitórias a valerem três pontos o FCP ganhou…
Confundem campeonatos nacionais com Taças de Oeiras, Supertaças de Ovos Moles de Aveiro e Taças da Liga da Cerveja…
Por favor, as estatísticas dizem sempre o que nós queremos e eu sempre posso dizer que desde Janeiro de 2014 o Benfica é o clube com 100% dos Campeonatos Nacionais.
Neste delírio anti-Benfiquista já assisti a um reputado jornalista a fazer uma análise ao número de Benfiquistas com base nas audiências televisivas de domingo (como se alguém campeão quisesse permanecer em frente à televisão) e até já ouvi um intelectual do norte, e de reputados créditos na área da cultura, apelidar os Benfiquistas de provincianos por celebrarem desta forma.
Bolas… o que chamará ele então às vendedoras do Bolhão suas eleitoras quando elas invadem os Aliados só porque o FCP ganhou ao Benfica e gritam por debaixo do seu generoso buço: “Bibó Porto”?
E depois há a piada do pó e da naftalina dos cachecóis…
Meus amigos, definitivamente eles foram arejados o ano passado porque os retirámos muito precocemente da gaveta onde depois os tivemos que voltar a pôr à pressa, mas mesmo assim arejaram e fizeram um breve tratamento anti-traça.
Este ano só irão ficar mais tempo fora da gaveta. É só isso.
Vá lá…
Lembram-se do que nos massacraram o ano passado? Do muito que se riram de nós? Das piadas?
Olhem que aquilo doeu-nos muito.
Façam um esforço e deixem-nos celebrar.
Afinal vamos estar os três na Liga dos Campeões do próximo ano (torcerei pelo Porto na pré-eliminatória) e não tarda, estaremos todos juntos a vibrar com os golos do Ronaldo e companhia num grande e inesquecível “Viva PORTUGAL”.
Para além disso, também há muito mais com que nos preocuparmos, nomeadamente com outros deficits bem mais dolorosos do que o de pontos na Liga Sagres.
E depois…
Até o meu pai me deu os parabéns… mas sabe Deus com que custo.

1 comentário:

  1. Joaquim, deixe-os falar, também têm que fazer alguma coisa para evitar a depressão. Com diz o povão: "os cães ladram e a caravana (benfiquista) passa". Eles (ambos) que se esforcem mais e talvez consigam melhores resultados. Entretanto tentem ser campeões da secretaria e dos remorsos. Um abraço campeão.

    ResponderEliminar