segunda-feira, 26 de outubro de 2015

O tempo tem ondas e ventos…



Com a folha de um velho jornal dobrado nos lugares e nas medidas certas, construo um barco que faço navegar pelas horas em que espero por ti.
O tempo tem ondas e ventos…
À proa ponho um cravo num tom rosado, enfeito com bandeiras coloridas e soltas todo o corpo da proa à ré, e vou notando que o sol e o tempo, queimam e apagam letra a letra, as histórias impressas na face das notícias que já não são destes dias.
Sobre o espaço em branco surgem agora os detalhes todos de um tempo novo, letras, o nosso tempo, a minha espera…
Tu chegarás um dia, a sorrir com o olhar por me veres aqui, trazendo nos braços infinitas folhas amarrotadas de jornais, recados que fui escrevendo de liberdade enquanto esperava por ti
Os teus braços carregando as carícias todas que me revestem os desejos.

Sem comentários:

Enviar um comentário