terça-feira, 27 de outubro de 2015

O vento...



O vento que parte os troncos das árvores do pomar, é o mesmo vento que mói o trigo no moinho e faz a farinha, precursora do pão.
O vento que nos leva o perfume, é o mesmo que um traz um novo aroma que tomou da giesta, das rosas ou do alecrim.
O vento que seca a roupa no estendal que pusemos na varanda, é aquele mesmo vento que faz chover.
É o mesmo vento que brinca com as nuvens por cima das rotinas e das coisas banais, e com elas desenha as histórias perfeitas para acompanhar quem nunca se cansa de olhar o céu.
O vento...
Como os nossos dias.

Sem comentários:

Enviar um comentário