sábado, 11 de julho de 2015

CROÁCIA / MONTENEGRO / BÓSNIA Dia 5 Parque Krka / Trogir "A água"

Descemos a montanha até ao rio seguindo pela estrada estreita rasgada entre pinhos, ciprestes e carvalhos.

Cedo começamos a ver a água que a montanha tinge de verde, e aqui e ali, o céu, de um intenso tom de azul.

Depois de chegarmos percebemos que as águas cantam no seu irresistível abraço às pedras, e que esse canto se une ao das cigarras e dos grilos, incansáveis no louvor ao verão.

Seguimos a pé por uma passadeira de madeira com a solenidade de quem sobe a nave central de uma catedral em dia solene de festa. Aqui sente-se a paz e Deus, para quem acredita, está aqui na honestidade da Terra, muito mais do que em qualquer desenho feito por humanas criaturas.

Aqui e ali paramos porque uma libelinha se nos atravessa ao caminho, ou porque há um recanto que de tão perfeito destapa a saudade de quem queríamos muito ali ao pé de nós.

Depois...

A ponte no final da longa cascata e o irresistível mergulho nas águas que há tanto nos galanteavam através do olhar.

A pele envolta por um beijo da água que corre num instante que jamais regressa. É aqui e sempre o presente que nos molda a vida; onde tudo acontece.

Sento-me numa pedra que água vai polindo aos poucos e há milénios, e perco-me então levando para longe o pensamento com tal intensidade que te sinto ali ao meu lado, à minha direita. Sinto o teu olhar, sei de cor as palavras que diríamos um ao outro, até sinto os meus irresistíveis "musguitos"...

E a vida é um rio que canta entre as pedras dos dias e que tem a cor que o céu lhe dá, um rio que me abraça.

Já no regresso, o barco leva-nos pela serenidade do rio após a ponte. Ao longe os cisnes brincam junto à margem e as cigarras seguem louvando o calor.

A vida contigo é um rio azul que corre na serenidade dos dias desejados e infinitamente perfeitos.


Sem comentários:

Enviar um comentário