quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

NATAL DE 2014


O caminho de Belém
Arquitectura de estrelas
Vontade do céu
É a rota para a casa de um pobre berço
Que aquilo que é grande a Deus
Bastas vezes merece dos Homens…
O desdém

E Maria que é mãe pela simples fé de um sim
E José que é pobre e carpinteiro
Guardam nas palhas
O Menino Deus
Homem que por ser Jesus
É simples assim
Mas é Rei para o mundo inteiro

Nem com magos
Poderosos
Nobres ou doutores
Neste presépio igual ao do ano primeiro
Eu sigo feliz contigo pela rota dos pastores
Dando corpo à mais simples verdade do ser

E no canto a vozes que abafa o frio de Dezembro
Os olhares
As mãos
Tudo em nós fala de amor

É o Natal a acontecer
E nem é preciso que se acenda o lume para sentir calor

Sem comentários:

Enviar um comentário