sábado, 30 de maio de 2015

Num beijo que me dás por entre a magia do fim da tarde


A terra é do Homem que a beija descalço, muito mais do que de quem a assinala com cercas, grades e muros com portões dourados…
O mar é da simplicidade do pescador que trata as ondas por tu e que o abraça no instante de puxar as redes, muito mais do que do Homem que o vê do alto do seu castelo nas varandas ricas adornadas de flores…
A vitória é daquele que corre para chegar à meta e nunca do outro que vive sentado na meta, confortável e feliz, vendo passar o tempo num cronómetro vazio de quaisquer ambições…
A fé é património do Homem que espera e luta para ser maior, muito mais do que daquele que se sente grande…
O sol é do olhar mais simples que o contempla na magia de um poente…
O sonho é de todos e a poesia é dos ousados e destemidos que não calam jamais o que alma sente…
E o amor…
O amor é tudo isso; a terra, o mar, a vitória, a fé, o sol, o sonho, a poesia…e a liberdade, tudo colhido no breve instante de um simples beijo.
Num beijo que me dás por entre a magia do fim da tarde.

Sem comentários:

Enviar um comentário