segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Preces

Há rubras rosas por entre o alecrim,
Aroma a que o sol deu cor ao nascer.
Ribeiros, rosários de água a correr,
Ladainha em louvor que não tem fim.

O pardal, p’lo canto tingiu o jardim
De laudes, salmos, liturgia de ser
Páscoa, aleluias, vida, florescer,
Maga flor de incenso a chegar a mim.

O campanário já bateu trindades,
Sinos, ave-marias e saudades
Do Céu, o eco e um novo olhar.

Fé, almas, corações, e toda a gente,
A Terra é sacrário, Deus presente,
E a paz, a bênção do simples rezar.

1 comentário: