terça-feira, 1 de dezembro de 2015

PORTUGAL Sempre!



Jamais te deixaremos adormecer na morbidez de quem se rende à noite, e por ti rasgaremos praças no extremo nobre de todas as terras, construiremos cidades onde pulsará intenso o luar, o céu como nós na festa da mais legítima liberdade.
E dar-te-emos a dimensão imensa da alma que não se cansa, a incessante voz de quem sabe que o sonho só começa em Guimarães, porque Sagres, só um pouco mais ao sul, é uma caravela e o mar é uma estrada para o universo inteiro.
Porque não há impossíveis.
Porque Portugal somos nós, é a nossa alma mais do que aquilo que os mapas todos revelam.
E na pacatez das terras louras de onde emerge o pão, haverá sempre um rei, D. João de Bragança, que do alto da sua… da nossa fé, trepará pelo Alentejo, pela campina, para gritar junto ao Tejo na festa de Lisboa enquanto ainda nasce Dezembro:
- Viva Portugal restaurado.


Sem comentários:

Enviar um comentário