domingo, 27 de dezembro de 2015

Temos a história guardada em memórias de vinil e em cassetes gravadas...



Temos a história guardada em memórias de vinil e em cassetes gravadas que arrumámos no fundo das gavetas, memórias disponíveis para uma visita nestes dias curtos de sol do Natal que o sossego e o descanso estendem decisivamente.
O Eurofestival de 1981 realizado em Dublin com a participação do Carlos Paião, como qualquer outro detalhe de um tempo a que legitimamente chamamos nosso, tão intensamente o vivemos, sem qualquer ruído de “disco sound” que nos distraísse do afecto que importa e que nos molda.
É a este tempo que voltamos sempre, com as lembranças vestidas de palavras e gargalhadas a empurrarem a hora das migas e a porem a mãe a desesperar com o pão já partido para que eu as possa comer quentes.
Em Vila Viçosa, no Café Restauração, o sítio onde a conversa acontece à volta da mesa da esplanada numa roda onde cabe sempre mais uma cadeira, um nome e um detalhe da história.
Um beijo ou um abraço como password e as memórias do vinil, soltam-se como raiz de uma verdadeira febre de um sábado de manhã.
Um sábado dos nossos, acendidas as lembranças que guardámos nas gavetas que a cumplicidade e o tempo escancararam.
Que para matarmos saudades do melhor de nós servem estes dias ao redor do Natal.

Sem comentários:

Enviar um comentário