segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Um Homem grande é do tamanho dos seus sonhos



Com a festa que me ofereces aos sentidos pintei de cores garridas todos os barcos que guardo em mim por entre este infinito impulso de navegar.
Colho astrolábios dos teus abraços, um tudo de firmamento, e remo pelo mar fora na bênção de Neptuno; sabendo que os dias nunca serão de naufragar, mas tecidos daquele chão que só o querer sabe que existe.
Os dias que nos fazem heróis pela única métrica que conta: um Homem grande é do tamanho dos seus sonhos.
De todas as cores.
Os meus desejos.
E vou tomando os horizontes pela força dos instantes que vestem os teus beijos.

Sem comentários:

Enviar um comentário