domingo, 29 de novembro de 2015

Ao amor, gostamos de dar a forma de anjos que cuidam de nós enquanto desenhamos os dias



O amor maior do universo é este ser perfeito inacessível às palavras que o teu olhar denuncia tomando da alma segredos e intensidade.
Somos cúmplices tal qual Maio e as flores, o sol e a madrugada...
E eu sento-me menino no abrigo que a tua serenidade oferece sentindo que cada instante é um beijo enfeitado com aromas do campo e com a destemida bravura das papoilas rasgando o horizonte.
É desta casa que peço ao tempo que jamais desista de nós e se revista de eternidade para que eu nasça e renasça tantas vezes, todos os dias, e tome de ti a essência que me faz ser eu.
Ao amor, gostamos de dar a forma de anjos que cuidam de nós enquanto desenhamos os dias.
E o amor não se canta, beija-se…
Como nós quando rodopiamos e brincamos a dançar pela casa no abraço que é uma espiral de infinito.
Tu és definitivamente o lado melhor de mim.
Mãe, parabéns pelo 73º aniversário

Sem comentários:

Enviar um comentário